E agora?.. o que fazer?

Faaala pessoal, boa noite a todos.

Vim aqui tentar agregar e debater um pouco a respeito do jogo, que após o lançamento desastroso, sejamos sinceros, não é essa coisa toda horrível. Claro que minha intenção não é diminuir a frustração dos fãs… na verdade acho justo e devido, muitos se sentiram enganados e com razão. Diferente da grande maioria eu estava com expectativas baixas quanto ao jogo, mesmo tendo comprado na pré-venda quase 1 ano antes. Não esperava muito além de uma atualização gráfica, e meu único intuito era jogar novamente a campanha do jogo com gráficos novos e quem sabe jogar possíveis campanhas desenvolvidos pela comunidade.

Passados todos os defeitos do jogo no lançamento, que todos já cansaram de ouvir e falar, e passado a propaganda de fato enganosa que a Blizzard ofereceu para vender o jogo, é hora de ver o que sobra… o que dá para aproveitar. Quer gostemos ou não, é isso que temos, e claro temos a opção de renegar, dar o refund maravilhoso, não se importar e abandonar o jogo para sempre (ou ficar no clássico), ou de tentar enxergar o que sobra e o que podemos fazer com isso que temos.

… E o que temos é uma tremenda falta de oportunidade da Blizzard. Sério… dá para fazer muita coisa com esse jogo que os players gostariam e comprariam (após a correção dos diversos problemas obviamente).

A primeira coisa que me vem à mente é o lançamento e a venda de novas campanhas. Quem não compraria uma campanha contando a história da Primeira Guerra? Jogar com Lothar e entre outros heróis com esses gráficos bem mais modernos. A Segunda Guerra então… a quantidade de missões e heróis, seriam até maior que as da campanha de WAR3.

Outra pergunta que fica, é porque a time de desenvolvimento não trouxe melhorias semelhantes à de Starcraft II. Quem não gostaria de um sistema de comandantes com tipos únicos de jogo multiplayer. Cada comandante ou até mesmo raça, com unidades e heróis exclusivos, enfrentando uma grande variedade de inimigos em cada mapa, seja a Legião, o Flagelo ou até mesmo os Old Gods que já foram introduzidos nas missões finais do Arthas (pré-Lich King).

Enfim, há uma gama de oportunidades a frente para desenvolver o jogo e ser lucrativo pela Blizzard, até mesmo com a venda de skins e a liberação das demais skins presente na campanha, para que os jogadores possam utilizar no multiplayer, e isso poderia ser feito com uma sistema de conquista mais sofisticado, baseado em fazer determinado objetivo em certo mapa da campanha… bem parecido mesmo com o que já tem em Starcraft II.

Por fim, não custa nada dar essa sugestão, mesmo a chance sendo de 0,000001% de acontecer, a Blizzard poderia correr para consertar os bugs, vir a público se desculpar pelo “mal entendido” de toda a divulgação “precipitada e mal explicada” das novidades e como desculpa dar a todos os players que permanecerem e também aos que comprarem o jogo (sem necessariamente ser a edição especial) até x data (ex: até julho) um pacote com 4 skins:

  • Maraad (skin do Paladino)

  • Varok Saurfang (skin do Tauren Chieftain)

  • Varedis Felsoul (skin do Demon Hunter)

  • Alexandros Mograine (skin do Death Kight)

Acho que com algumas dessas sinalizações (de adotar alguma das sugestões que eu falei), de realmente acreditar e apoiar o jogo, talvez faça com que alguns players insatisfeitos voltassem a pôr um pingo de crédito na Blizzard e comprassem o jogo novamente. Tal medida não só ajudaria o jogo em si, Warcraft Reforged, mas toda a empresa e isso séria ganho para todas as demais franquias, inclusive o nosso cambaleando WoW.