Blizzard a Serviço do Regime de Xi Jinping?

Olá, estou postando isso nos fóruns de todos os jogos da blizzard a que eu tenho acesso porque é muito grave, muito importante e envolve a empresa como um todo em si e não apenas um jogo especifico.
Os atos recentes da blizzard em relação ao pró player Blitzchung foram nefandos, covardes e eticamente injustificáveis. Desde então os fóruns EN US estão explodindo em revoltas, notas de repúdio e convites à campanhas de boicote contra a empresa, e é claro que, enquanto o mundo real está ardendo em chamas a comunidade BR está completamente às margens de o que está acontecendo. Desse modo me senti na obrigação de trazer essa discussões aos fóruns oficiais BR.

Basicamente o ocorrido foi que recentemente o pró player Blitzchung morador de Hong Kong durante uma entrevista, em Taiwan, pediu liberdade ao seu país (Hong Kong) contra o regime do ditador Xi Jinping, a entrevista foi imediatamente interrompida e a blizzard penalizou o jogador em questão com 1 ano de banimento. Segundo a empresa, ele feriu o regulamento ao “ferir” a imagem da blizzard com a sua declaração.

Bom, esse é o fato. Agora a discussão:
Fundo Histórico:
Em meados do Século XIX durante o Imperialismo a Inglaterra dominou Hong Kong e um tratado entre o Império Chinês e o Império Britânico transferiu o território para a Inglaterra por 99 anos. No Século XX, ondas migratórias de vítimas do Regime de Mao Tse Tung e de regimes comunistas do sudeste asiático passaram a se refugiar em Hong Kong. Desse modo, sob a jurisdição britânica, Hong Kong passou boa parte do século XX como sendo um porto seguro de liberdade econômica e social em meio a um oceano de ditaduras e autoritarismo.
Entretanto no final do Século XX o prazo de 99 anos expirou e a Inglaterra simplesmente devolveu Hong Kong para a China. No acordo, entretanto, fora previsto que Hong Kong continuaria a ter autonomia para questões políticas, administrativas e culturais por mais algumas décadas.
O Problema:
A grande questão é que, culturalmente Hong Kong é completamente diferente e até mesmo incompatível com a China. Trata-se de um território de cultura de influência britânica, fundado em valores liberais e que serviu de abrigo para refugiados de regimes autoritários e ditatoriais do Extremo Oriente, refugiados esses que em boa parte ergueram Hong Kong como a potencia econômica que é hoje. Ou seja, em outras palavras poder-se-ia dizer que Hong Kong é uma terra de cultura liberal e de refugiados e filhos de refugiados de regimes comunistas, mas que por conta de acordos diplomáticos entre a Inglaterra e a China, hoje encontra-se com a sua liberdade ameaçada.
Para piorar, recentemente, o Regime de Xi Jinping tentou uma manobra política baixa visando acabar com a liberdade de Hong Kong. Trata-se da lei de extradição em que, pessoas em Hong Kong poderiam ser extraditadas para a China, julgadas e condenadas pelo regime de Xi Jinping. Só para elucidar para quem talvez não esteja muito familiarizado com a questão, o Regime do ditador Xi Jinping prende opositores em campos de concentração, em alguns casos mais extremos os condenados são mortos e há denuncias de que as vitimas sejam submetidas a doação forçada de órgãos. Há uma intensa perseguição a grupos minoritários do interior da China que são obrigados a passar anos em campos de “reeducação” onde são submetidos a tortura e maus tratos. A censura em meios de comunicação é fortíssima, e recentemente o ditador Xi Jinping elevou a coisa ao nível distopia cyberpunk com sistemas de vigilância e controle sociais que literalmente monitoram e classificam a vida cotidiana das pessoas em rankings de “o quão favorável ao partido a pessoa é”, algo como o sistema de reputação do WOW, quanto mais reputação com o partido a pessoa tiver, mais direitos e benefícios ela recebe, quanto menor a reputação, mais dificuldades ela vai ter no dia a dia, se a reputação for baixa demais, bom… os campos de concentração do Xi Jinping estão aí para isso.
Então voltamos a questão, o pró player de Hong Kong Blitzchung pediu liberdade à Hong Kong que atualmente encontra-se com tropas chinesas na fronteira, forças de choque espancando manifestantes, atiradores nos telhados dos prédios e um verdadeiro cenário de guerra civil iminente. Então, para não se “queimar” com o ditador Xi Jinping que por exemplo, poderia decretar a ilegalidade dos jogos da blizzard na China, a blizzard covardemente, penaliza o pró player que pede liberdade para o seu povo e se posiciona ao lado do ditador da China.
Parabens viu blizzard, dessa vez vocês se superaram, sério, jogo os jogos da empresa e acompanho notícias a quase 10 anos e nunca vi nada igual. Agora vocês chegaram ao fundo do poço mesmo, não da para cavar mais, é o limite, é o fim, é a decadência. Vocês jogaram no lixo, no esgoto, qualquer senso de ética remanescente em prol de engordar a carteira. Trocaram a ética pelo direito de explorar o bilionário mercado chines. Os seus executivos e funcionários, a noite quando forem dormir, podem se preparam para deitar a cabeça em um travesseiro de sangue, pois a partir de agora, o sangue de cada pessoa de Hong Kong vai respingar em vocês.

Bom, fica a minha nota de repúdio, pode me derrubar o post e me dar ban, afinal, o que é censurar um fórum quando se apoia a censura promovida pelo regime Chinês? Vocês só estariam mostrando como foram bons alunos, o tio Xi vai ficaria orgulhoso, tenho certeza, então vão enfrente, mandem ver, censurem o fórum, dem ban nos jogadores, provem, demonstrem para todo mundo que vocês da blizzard não só apoiam o regime chinês porque são gananciosos, mas também porque compactuam com ele e com os seus métodos.

Se você player, que está lendo também se revoltou, ajude Hong Kong e Blitzchung repostando esse tópico nos fóruns do WOW e HS (que eu não posso acessar) e também deixando a sua própria nota de repúdio!!

Depois dessa, para mim a blizzard morreu.

21 Curtidas

Obrigado pelo post, muito informativo. Não sabia do pano histórico dessas revoltas que estão acontecendo por lá. Grato pelo contexto.

Também achei ridícula posição da Blizzard perante isso, espero que dê uma nota oficial sem ser ridícula igual.

E parabéns pelo tópico, finalmente alguma coisa que presta. O pessoal acha que aqui é o muro das lamentações.

6 Curtidas

Eles já comentaram sobre: Parece que falaram algo sobre haver regras nas entrevistas dos jogadores e que é contra a mesma dizer algo que possa “manchar a imagem da desenvolvedora”. :neutral_face:

OBS.: Pelo amor de deus, só estou respondendo ao questionamento do coleguinha, não estou defendendo ninguém, só expus o que aparentemente foi o pronunciamento da empresa.

3 Curtidas

“Every voice matters“, mas depende

Tem mais: Os dois entrevistadores foram demitidos.

Edit: https://twitter.com/Slasher/status/1181925730877345793

2 Curtidas

Tô acompanhando a batata da Blizzard assar de ontem pra hoje… Isso já se tornou um incidente diplomático. Tem senadores nos EUA pedindo explicações pra Blizzard. Eu tô mil vezes mais pistola pelos caras que foram demitidos do que pelo jogador.

Só digo uma coisa, o problema tá piorando, virou um desastre de PR e a Blizzard parece que tá alheia à isso. A Mei tá virando símbolo dos protestos de lá, e se em algum momento a Blizzard chegar ao ponto de tirar ela do jogo por causa disso, pra mim acabou Overwatch.

Amo o jogo, fazem 3 anos que é o meu jogo principal, teve uma época no fórum antigo que tinha cara me chamando de puxa-saco da blizz do tanto que eu defendia. Mas eu desinstalo sem nenhuma cerimônia, textão ou remorso se baixarem a esse nível. Vou ter que achar outra coisa pro lugar do OW.

E pensar que anos atrás eu tava motivado aprendendo programação pra um dia tentar trabalhar nessa empresa. Perderam todo o meu respeito.

Edit: E se eu tomar penalidade por ter falado isso aqui (o que eu não duvido, vendo a censura que eles tão impondo em tudo quanto é lugar), deixo aqui o meu adeus. Até nunca mais.

4 Curtidas

infelizmente eh a triste realidade deste tipo de empresa q liga apenas para dinheiro e soh dinheiro, eles n querem saber de nada, se for afetar a economia da empresa eles vao sim banir ou apoiar nem q seja o satanas pra no final do mes justificar seus salarios aos investidores da actvisionblizz…

A Blizz ja vem pisando na bola faz tempo com mta gente, no fiasco do d3 immortal pisaram na bola d mta gente d uma vez soh… e agora pisaram na bola da liberdade de expressão d uma nação inteira e td por causa de … ??? DINHEIRO!

3 Curtidas

Eu acho normal, tem deputados no Brasil que defendem ditaduras tanto da China como da Venezuela ou de Pinochet com unhas e dentes, então uma empresa que depende muito do público chinês defender o regime que pode proibir os seus jogos na china é algo que já é de se esperar.
Nenhuma surpresa a Blizzard fazer isso.

Em vez de só prostestar a comunidade inteira devia era fazer um boicote não compra ingressos pra Blizzcon, muito menos ticket virtual, e parar de dar $$$$ pra eles comprando lootbox
Tempo de censura já acabou e a Blizzard como empresa grande não devia apoiar kkk não duvido nada que a Activision vai dar um puxão na Blizzard que por está ligada a ela pode queimar COD que é o carro chefe dela

4 Curtidas

Se conseguiram fazer o cara lá ficar puto e banir o ursinho pooh eu não duvido de mais nada

5 Curtidas

Milagre não ter aparecido no jornal Folha de São Paulo, “Ursinho Pooh o novo símbolo da extrema direita” hahahaha

Blizzard é um empresa que não respeita seus consumidores muito menos seus funcionários, acha mesmo que vão respeitar direitos humanos? Deveria estar sendo boicotado faz tempo, ano passado foi um bom ano para ela em termos de lucros, o que ela fez? mandou embora 800 funcionários, e agora vemos como isso ta afetando principalmente OW.

1 Curtida

com tantas pessoas parando de jogar por causa das cagadas da empresa, infelizmente não me surpreende ela ter feito isso, o que é triste e lamentável, de vez focarem em mudar, acrescentar nos jogos e ganhar o público com coisas boas, eles vão lá e cagam em tudo

1 Curtida

Parece que a Rito Gomes tá no mesmo esquema também

A Riot Games foi comprada e hoje pertence a Tencent, uma empresa chinesa de jogos.
Eu jogo LOL fazem vários anos e depois da aquisição da Tencent foi notável o foco maior da empresa em eventos que criam muito lucro e skins pra campeões populares na china. Muitas novas funções foram adicionadas com certeza por conta da Tencent visando atingir o público chinês.
Tanto a Riot Games quanto a Blizzard dependem financeiramente do público chinês.

1 Curtida

Ninguém quer perder o maior mercado do mundo com mais 1 bilhão de habitantes sendo a segunda maior economia. Só vejo uma empresa resguardando seus negócios e não fazendo apoio em favor de nenhum regime.

No caso você está cobrando posicionamento político de uma empresa privada, que apenas quer vender tanto pra China quanto para os EUA.

Isso acontece em vários eventos, a FIFA por exemplo pune jogadores que fazem manifestações políticas ou religiosas em campo, quem não se lembra da faixa “100% Jesus” do Neymar? O Barcelona sempre acaba pagando multa quando joga pela Champions no Camp Nou por causa de torcedores manifestando em favor da independência da Catalunha.

O rapaz em questão usou de um evento privado para fazer ativismo político. Não era hora, nem lugar para isso.

Há regras para entrevistas que ele concordou quando entrou para o evento.

A Riot pertence a Tencent desde 2011, quando o LoL não tinha toda a fama de hoje, sem falar que nem servidor brasileiro existia nessa época (o server BR começou em 2013), provavelmente você já jogava muito depois da aquisição acontecer.

“Tá serto”. Resguardando seus negócios ao queimar sua imagem com grande parte dos seus fãs ocidentais. E não estão fazendo nenhum apoio ao regime ao postar no Weibo (twitter chinês) da empresa um pedido de desculpas para o governo e dizendo que “nós sempre respeitaremos e defenderemos o orgulho do nosso país”.

Não tô dizendo que o que o jogador fez é certo. Ao fazer isso ele realmente deveria esperar tomar alguma punição, por estar nas regras. Mas isso é coisa pra uma advertência e uma suspensão no máximo. Não uma desclassificação sumária, junto com um banimento de 1 ano e junto com a perda de todo o prêmio em dinheiro, e junto demitindo também os casters que estavam na hora que ele fez o protesto.

É exagero demais fazer tudo isso de primeira por causa de 1 frase de cunho político. Não acha? Eu lembro dos bans do xQc na época que ele jogava na Dallas Fuel. O cara tomou ban da OWL por racismo, e foram 4 partidas. Agora compara com o motivo que a Blizzard se baseou pra fazer o que fez agora. Não é no mínimo inconsistente?

O que causou esse problema todo foi o exagero por uma coisa que poderia ter sido resolvida com muito menos, e logo depois o grande e emocionado “pedido de desculpas” da Blizzard pro governo chinês. A Blizzard não permaneceu na neutralidade, ela tomou uma ação muito desmedida e depois demonstrou estar de joelhos pro que o governo da China deseja. Isso é um problemaço pro mundo inteiro e o pessoal se tocou agora.

Já tô começado a levar meu comentário pro lado político mundial da situação. Quando um único estado exerce esse tipo de influência sobre as empresas de outro lado do mundo, é um péssimo sinal pro mundo inteiro. Mas é isso, por mais que a muita gente da comunidade gamer odeie política e aprove essa situação por “estar seguindo as regras que estavam escritas”, é sempre bom lembrar: não é por estar nas regras que é justo e correto. A Alemanha seguia o nazismo como regra na época da 2ª guerra mundial, só como exemplo. A Tencent já tem um pedaço de um monte das maiores empresas de jogos do planeta, comece a pensar se isso é bom ou não no longo prazo.

8 Curtidas

Sim, estavam resguardando os negócios em um mercado com mais 300 milhões de potenciais consumidores, que gira bilhões de dólares todos os anos isso na China. Aí esperam que uma empresa coloque tudo a perder por causa de alguém que usou um evento privado para fazer ativismo sem pensar que poderia prejudicar os organizadores.
Não é um problemaço para o mundo inteiro, é um problema da Blizzard, dos acionistas, …
Querendo ou não leis existem e uma empresa para operar em qualquer país é obrigada a se adequar dentro delas.

Então, eu concordo com a grande maioria do que foi dito, porém, temos que pensar o seguinte também: Nada disso foi imposto (as regras) os jogadores (e isso inclui nós, que muitas vezes reclamamos de coisas que ACEITAMOS nos Termos) tiveram liberdade de ler e aceitar aquilo que uma empresa privada impos - “vocês podem jogar meus jogos, mas terão que seguir X, Y e Z”.

Aí vai a reflexão: Ele (e nós) sabendo que a Blizzard pensa dessa maneira (já que está nas regras) mesmo assim aceitamos os Termos, compramos, jogamos, etc etc, estamos concordando com tudo isso… Estamos concordando com coisas que “achamos errado”, será que isso nos dá o direito de reclamar?

Porque assim, se eu luto por uma causa, ou acho X coisa impossível de aceitar, o que me leva aceitar a participar disso tudo?

1 Curtida

Se é assim, que a Blizzard feche todos os seus escritórios no mundo e trabalhem apenas na China então. Se a partir de agora eles vão fazer de tudo pra agradar SÓ ao mercado chinês, por qual motivo eu deveria defender uma empresa que tá cagando pros seus clientes no restante do mundo?

Acho que vc não entendeu o contexto global do que eu falei, o problemaço que eu digo não é só por causa da Blizzard. É Activision/Blizzard, Riot Games, Ubisoft, Epic Games, NBA (!), e mais um monte de outras empresas OCIDENTAIS que agora estão sob influência de uma única empresa chinesa. Todas essas que eu citei, a Tencent é dona de uma parte delas ou dela inteira. É nisso que eu pedi pra pensar um pouco. A Tencent, que vem de um país de com um regime autoritário, que possui apoio desse mesmo regime, ao monopolizar o mercado de games mundial, é bom pra nós que não somos chineses? Pense nisso.

Foi o que eu falei lá em cima: ao fazer isso ele realmente deveria esperar tomar uma punição, pois está na regras. Ele tava ciente de que iria dar ruim de alguma maneira. Eu não tô isentando o jogador da culpa, ele quebrou as regras sim. Eu só acredito que o peso da punição aplicada foi muito desproporcional ao que ele fez. E muito mais na parte dos casters, que perderam o emprego por causa do cara. E tudo isso não foi por causa de racismo, ou xingamentos, ou ameaça de morte, ou algo sério assim. Foi por causa de uma frase de cunho político. E vendo o pedido de desculpas da Blizzard depois, fica óbvio o porque dessa punição ser tão desproporcionalmente pesada.

Eu me preocupo com isso porque a Tencent é dona da maioria dos jogos mais famosos hoje em dia. A Tencent é chinesa, e obviamente ela tem o apoio do governo chinês. E como todos sabem (e deveriam saber), a China tem um controle rigorosíssimo para o que as pessoas podem ou não jogar naquele país. Se a Tencent possui controle dessas grandes empresas de jogos do ocidente, ela pode muito bem colocar em prática pra gente os mesmos controles e censuras que eles fazem nos jogos lá na China, para agradar ao regime chinês. Entendam o contexto geral, por favor. É muito mais do que só Blizzard.

Edit (complementando): Sobre participar de algo aceitando os termos e ainda assim quebrar a regra: foi a maneira que ele achou de protestar. Não havia nada impedindo fisicamente ele de fazer o que fez. Ele fez sabendo das consequências disso depois. Ele perdeu tudo, mas se não tivesse feito isso, ninguém estaria sabendo agora desses podres que estão acontecendo no país dele, e nem que a Blizzard havia virado censor do governo da China.

1 Curtida

Desde quando a punição do rapaz fez com que o serviço deles fique pior no ocidente? Aliás não interferiu em nada. Querem vender tanto para cá quanto para a China.

O tal problemaço que você disse continua sendo um problema privado, algo que eu não tenho a ver com isso. É uma empresa adquirindo outras o que sempre aconteceu como no caso da Disney recentemente. Sou consumidor se algo me deixar insatisfeito parto para outra ou simplesmente não compro.
Sei que não tem nada a ver com a discussão, mas o grande foco da Tencent é o mercado mobile asiático(tanto que aqui a Riot tem liberdade pra fazer o que quiser com o LoL), quanto ao ocidente querem apenas participação nos lucros por isso abocanham 3% de uma, 2% de outra. (no caso Activision Blizzard são quase 5%).
Comprar ações não significa comandar os rumos de uma empresa (ainda mais quando trata de uma parte pequena), pelo ao contrario a maioria quer apenas lucrar.

Bom, só queria dar uma clareada pra vocês pensarem no contexto, que é o assunto inicial do tópico, e não só na Blizzard. Não precisa concordar comigo agora, só reflitam um pouco e se informem bem.

Nesse momento tá rolando treta da NBA com a China pois um diretor falou o que eles não queriam, e a Tencent anunciou que não vai mais transmitir nada da NBA. Uma repórter foi cortada no meio da entrevista com um jogador da NBA por perguntar sobre esse assunto. No mundial de LoL tá rolando treta porque os casters não podem falar o nome do time de Hong Kong, abreviam pra HKA.

Enfim, a Tencent já é muito maior do que vocês imaginam, e eles tão usando a influência deles nesse exato momento pra censurar o que eles não querem mostrar aqui no ocidente. Eu não tô na China, então eu não quero que eles toquem nos meus jogos aqui.

1 Curtida